Rondônia, domingo,16 de dezembro de 2018 
TSE aprova contas da campanha de Bolsonaro com ressalvas
05/12/2018 - Geral

TSE aprova contas da campanha de Bolsonaro com ressalvas

Diplomação do presidente eleito está marcada para o próximo dia 10, e TSE precisava analisar contas antes disso. Relator destacou que irregularidades têm 'pouquíssima relevância'.

 

 

 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira (4) com ressalvas as contas de campanha do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), e do vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão (PRTB).

A diplomação de Bolsonaro está marcada para o próximo dia 10, e o TSE precisava analisar as contas da campanha antes disso.

Ao votar, o relator do caso, Luís Roberto Barroso, afirmou que, segundo a área técnica do tribunal, grande parte das "inconsistências" na prestação de contas foi sanada após a defesa de Bolsonaro retificar a prestação.

"As irregularidades detectadas são de pouquíssima relevância", afirmou.

Segundo a prestação entregue pelos advogados de Bolsonaro, a campanha arrecadou R$ 4,3 milhões e gastou R$ 2,8 milhões.

 

Ressalvas nas contas

 

Segundo Barroso, o montante de irregularidades nas receitas foi de R$ 8.275, correspondente a 0,19% dos recursos recebidos. Já as irregularidades nas despesas alcançaram $ 58.333,32, equivalente a 1,33% do total arrecadado, o que representa 1,52% dos recursos obtidos pela chapa vencedora.

 

“Esse valor de pequena expressão não acarreta a reprovação das contas”, afirmou Barroso ao votar.

Ainda segundo o relator, o julgamento da prestação de contas não impede a investigação de eventuais irregularidades nas esferas cível e criminal posteriormente.

O ministro determinou o recolhimento, ao Tesouro Nacional, de R$ 5,2 mil relativos ao recebimento de doações de fontes vedadas e de R$ 3 mil relativos ao recebimento de recursos de origem não identificadas.

 

"Os números envolvidos na presente prestação demonstram ser possível participar das eleições mediante mobilização da cidadania e não do capital sem fazer do processo eleitoral sem fazer do processo eleitoral um derramamento de dinheiros escusos", concluiu.

 

Os ministros Edson Fachin, Jorge Mussi, Og Fernandes, Admar Gonzaga e Tarcísio Vieira acompanharam o relator.

Última a votar, a presidente da Corte, Rosa Weber, também acompanhou o voto de Barroso e elogiou a prestação de contas. "As ressalvas são mínimas e se impõem exclusivamente em função dos critérios", afirmou.

 

Argumentos

 

A advogada de Bolsonaro, Karina Kufa, afirmou que o candidato buscou "baratear" a campanha, já que se tratava de partido pequeno com poucos doadores, e que eventuais falhas na prestação de contas foram sanadas, por isso, pediu a aprovação sem ressalvas.

 

Sobre a doação de permissionários, vedadas por lei, a advogada disse que não há lista prévia para que sejam impedidas as doações nas plataformas digitais, o que torna "impossível" à campanha identificar esses valores.

Para o vice-procurador-geral eleitoral, Humberto Jacques de Medeiros, apesar das correções feitas pelos advogados, a prestação de contas apresenta falhas, o que justifica a aprovação com ressalvas.

 

A área técnica do tribunal e a Procuradoria Geral Eleitoral recomendaram a aprovação com ressalvas. Apesar de ter apontado 23 inconsistências na prestação enviada ao TSE, o entendimento foi o de que elas não comprometeram a regularidade da prestação.

 

Contas do PSL

 

A Corte também aprovou, por unanimidade, as contas do PSL com ressalvas. Segundo o TSE, o partido terá que devolver ao Tesouro Nacional o valor de R$ 750.

 

Fonte : https://g1.globo.com
Autor : Rosanne D Agostino


 
Nome :
E-mail :
Comentários :

 

 

Existem ( 0 ) Comentário(s)  


 
TSE conclui julgamento e rejeita ação do PT contra Bolsonaro envolvendo Havan
13/12/2018
Leia mais
Governo Bolsonaro quer leiloar todos os aeroportos da Infraero em 3 anos, diz futuro ministro
13/12/2018
Leia mais
Governo lança código de conduta para enfrentamento à Violência Sexual
13/12/2018
Leia mais
Eunício diz que recesso ocorrerá somente após votação do Orçamento
13/12/2018
Leia mais
Moro diz que é melhor regulamentar lobby do que fazer às escondidas
13/12/2018
Leia mais
Bolsonaro chega a SP para passar por nova avaliação médica no Hospital Albert Einstein
13/12/2018
Leia mais
Ação por derrame de santinhos finda com acordo de doação de 15 toneladas de alimentos para TRE-RO e MPE distribuírem a projetos sociais
13/12/2018
Leia mais
Comitê do Congresso recomenda bloqueio de recursos para 11 obras em 2019
13/12/2018
Leia mais
Ponte da BR-364 volta a ser interditada parcialmente entre Cacoal e Pimenta, RO
12/12/2018
Leia mais
Mais de 500 cidades têm alto risco de dengue, zika e chikungunya
12/12/2018
Leia mais
Mais de meio milhão de tartarugas serão soltas neste final de semana no Rio Guaporé, em RO
12/12/2018
Leia mais
55% dos inscritos no Mais Médicos já se apresentaram, diz ministério-
12/12/2018
Leia mais
Criação de gado torna-se ofício perigoso na Venezuela
12/12/2018
Leia mais
Servidores do estado tornam real o sonho de 800 crianças doando presentes de Natal dentro do projeto Papai Noel dos Correios
12/12/2018
Leia mais
Rio Mamoré chega a 8,82 metros em RO; marca é a maior registrada desde 2013
12/12/2018
Leia mais