Rondônia, sábado,19 de janeiro de 2019 
Pobreza avança no país e atinge um em cada quatro brasileiros
05/12/2018 - Geral

Pobreza avança no país e atinge um em cada quatro brasileiros

Quase 55 milhões de pessoas viveram com rendimento inferior a US$ 5,50 por dia, o equivalente a cerca de R$ 20, em 2017, de acordo com o IBGE

 

 

Mais de um quarto da população brasileira atravessou o ano de 2017 abaixo da linha da pobreza, com ganhos de cerca de R$ 406 por mês.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a situação cresceu 0,8 ponto percentual na comparação com 2016 e afetou 55 milhões de pessoas no ano passado — 26,5% do total de 208 milhões de habitantes do país.

As informações foram apresentadas nesta quarta-feira (5) e levam em conta indicadores do Banco Mundial.

A instituição classifica o Brasil como um país de "renda média-alta" e sugere que qualquer pessoa que sobreviva com menos de US$ 5,50 (cerca de R$ 20) por dia está em situação de pobreza.

 

Também aumentou, entre 2016 e 2017, o percentual de pessoas com rendimento domiciliar per capita inferior a US$ 1,90 por dia (cerca de R$ 7), valor configurado como extrema pobreza global. A faixa de renda é sugerida para países de baixa renda e aqueles marcados por conflitos recentes, como Afeganistão, Haiti e Síria.

"Ainda que haja discussões sobre diversas linhas de corte, de acordo com a classificação de renda dos países, o valor de US$ 1,90 diários per capita em PPD (Paridade de Poder de Compra) é atualmente o limite para a definição de extrema pobreza global", explica o IBGE.

Em 2016, o estudo mostrava 6,6% da população abaixo desta linha. O número avançou para 7,4% no ano passado e passou a atingir mais de 15 milhões de brasileiros. De acordo com as informações, a pobreza no Brasil atinge mais as crianças e adolescentes de até 14 anos e a homens e mulheres pretos ou pardos.

Regiões

Na análise dos 55 milhões de indivíduos com renda inferior a US$ 5,50 diários por regiões, quase metade deles (44,8%) estão localizados no Nordeste do pais. A área responde também pelo maior percentual de sua população com renda inferior à utilizada na definição de pobreza.

O percentual de pessoas na linha da pobreza também cresceu na passagem de 2016 para 2017 nas regiões Sul e Sudeste. Por outro lado, os Estados localizados no Norte e Centro-Oeste do país viram o percentual de moradores cair no período.

Entres os Estados específicos, Maranhão (54,1%) e Alagoas (48,9%) foram os que registraram os maiores percentuais de pessoas com rendimento domiciliar inferior a US$ 5,50 por pessoa no ano passado.

Na contramão, aparecem Santa Catarina (8,5%) e Rio Grande do Sul (13,5%), que têm a menor quantidade de moradores vivendo em linha com a pobreza.

 

Fonte : https://noticias.r7.com
Autor : Alexandre Garcia


 
Nome :
E-mail :
Comentários :

 

 

Existem ( 0 ) Comentário(s)  


 
-
17/01/2019
Leia mais
👉 ASSISTA os MELHORES MOMENTOS
05/01/2019
Leia mais
CLIQUE e ASSISTA
01/01/2019
Leia mais
👉 🇧🇷 POSSE do Presidente JAIR MESSIAS BOLSONARO
01/01/2019
Leia mais
AO VIVO: POSSE do Coronel MARCOS ROCHA e JOSÉ JODAN
01/01/2019
Leia mais
ÚLTIMO DIA: Termina hoje prazo para justificar ausência no 2º turno
27/12/2018
Leia mais
Assembleia realiza solenidade de posse do novo governador na próxima terça-feira
27/12/2018
Leia mais
Projeto condiciona recebimento do Bolsa Família à realização de curso profissionalizante
27/12/2018
Leia mais
Corpo de Bombeiros orienta sobre o uso de fogos de artifício
27/12/2018
Leia mais
General Mourão, de radical da direita a moderador de Bolsonaro
27/12/2018
Leia mais
Temer excluirá corrupção do indulto, afirma Jungmann
27/12/2018
Leia mais
Relação de Secretários do Governo de Rondônia
26/12/2018
Leia mais
Mega da Virada: ainda não apostou? Veja os números mais sorteados da Mega-Sena em 2018
26/12/2018
Leia mais
Confira como será a cerimônia de posse de Bolsonaro
26/12/2018
Leia mais
Aliada na rotina policial, tecnologia embarcada chega à PM em Ariquemes e Buritis
26/12/2018
Leia mais